Glossário de termos budistas: Letras P – T

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Paciência Uma determinação virtuosa de suportar males, sofrimentos ou o Dharma profundo. Consultar Como Solucionar Nossos Problemas Humanos

Paz solitária O nirvana hinayana.

Percebedor direto Um conhecedor que apreende seu objeto manifesto. Consultar Como Entender a Mente.

Percepção Há seis percepções, cinco sensoriais e uma mental, e todas as mentes estão incluídas nelas. Existem cinco tipos de percepção sensorial: visual, auditiva, olfativa, gustativa e tátil, e dois tipos de percepção mental: conceitual e não-conceitual. consultar Como Entender a Mente.

Percepção errônea Um conhecedor que está equivocado a respeito do seu objeto conectado. Consultar Como Entender a Mente.

Percepção mental Aquela que se desenvolve na dependência da sua condição dominante incomum, um poder mental. Consultar Como Entender a Mente.

Percepção sensorial Aquela que se desenvolve na dependência da sua condição dominante incomum, uma faculdade sensorial que possui forma. Consultar Como Entender a Mente.

Perfeição de Sabedoria Sutras da segunda girada da Roda do Dharma, em que Buda revelou sua visão final sobre a natureza última dos fenômenos: a vacuidade de existência inerente. Consultar Novo Coração de sabedoria.

Pessoa Um eu imputado na dependência de qualquer um dos cinco agregados. consultar Novo Coração de sabedoria e Como Entender a Mente.

Poderes milagrosos Ver Clarividência.

Postura vajra Postura perfeita de meditação, na qual as pernas ficam cruzadas na postura vajra completa, o pé esquerdo sobre a coxa direita e o pé direito sobre a coxa esquerda, ambos com as solas para cima. A mão direita repousa sobre a mão esquerda, as palmas voltadas para o alto, e os dois polegares levantados tocam-se na altura do umbigo. As costas permanecem eretas, e os ombros, emparelhados. A boca fica suavemente fechada, a cabeça, um pouco inclinada para frente, e os olhos, nem muito abertos nem fechados demais. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Prassangika Ver madhyamika.

Prática do método Qualquer caminho espiritual que sirva para amadurecer nossa linhagem búdica. Treinar em renúncia, compaixão e bodichita são exemplos de práticas do método.

Práticas preparatórias Práticas que nos preparam para uma meditação bem sucedida, tais como purificar a mente, acumular mérito e receber bênçãos. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna e Novo Manual de Meditação.

Pratimoksha Termo sânscrito que significa “libertação individual”. Voto pratimoksha é um voto motivado, principalmente, pelo desejo de alcançar a libertação pessoal. Existem oito tipos de votos. Consultar O Voto do Bodhisattva.

Preceptor Guia Espiritual que nos concede os votos e compromissos que devemos observar.

Preciosa vida humana Uma vida que tem oito liberdades e dez dotes especiais, o que a torna a oportunidade ideal para treinar a mente em todas as etapas do caminho à iluminação. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Proponentes de coisas As escolas vaibhashika, sautrantika e chittamatra são conhecidas como proponentes de coisas, porque asseveram que os fenômenos são verdadeiramente existentes. Consultar Oceano de Néctar.

Prostração Ato de respeito feito com o corpo, a fala ou a mente. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna e O Voto do Bodhisattva.

Protetores do Dharma Manifestações de Budas ou Bodhisattvas cuja função principal é eliminar obstáculos e propiciar as boas condições aos puros praticantes de Dharma. Também denominado Dharmapala. Consultar Joia coração.

Puja Cerimônia na qual são feitas oferendas e outros atos de devoção aos seres sagrados.

Purificação Em geral, qualquer prática que conduza à aquisição de um corpo, fala e mente puros. Mais especificamente, uma prática para purificar carma negativo por meio dos quatro poderes oponentes. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna. e O Voto do Bodhisattva.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Quatro destemores Qualidades especiais de um Buda. Um destemor é uma realização última completamente firme, que é inteiramente livre do medo de expor o Dharma. Existem quatro tipos: 1) destemor ao revelar o Dharma da libertação permanente; 2) destemor ao revelar o Dharma de superar obstruções; 3) destemor ao revelar o Dharma dos excelentes abandonos; 4) destemor ao revelar o Dharma das excelentes realizações. Consultar Oceano de Néctar.

Quatro Mães Lochana, Mamaki, Benzarahi e Tara. As respectivas consortes de Vairochana, Ratnasambhava, Amitabha e Amoghassiddhi.

Quatro maneiras de reunir discípulos As quatro maneiras de reunir discípulos praticadas pelos Bodhisattvas são: agradar os outros dando-lhes coisas materiais ou aquilo que precisam; ensinar o Dharma para conduzir os outros à libertação; ajudar os outros na prática do Dharma encorajando-os; e dar bom exemplo praticando sempre o que é ensinado.

Quatro maras Ver demônios.

Quatro nobres verdades Verdadeiros sofrimentos, verdadeiras origens, verdadeiras cessações e verdadeiros caminhos. Elas são denominadas “nobres” porque são objetos supremos de meditação. Meditando sobre elas podemos realizar diretamente a verdade última e nos tornar um Ser Superior, ou nobre. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna e Como Solucionar Nossos Problemas Humanos.

Quatro poderes oponentes Elementos essenciais para o sucesso de uma prática de purificação: o poder da confiança, o poder do arrependimento, o poder da força oponente e o poder da promessa. Consultar O Voto do Bodhisattva.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Raiva Fator mental deludido que observa um objeto contaminado, exagera suas más qualidades, considera-o indesejável e quer prejudicá-lo. Consultar Como Entender a Mente.

Ratnasambhava Manifestação do agregado sensação de todos os Budas. Seu corpo é amarelo.

Realização Experiência estável e não-enganosa de um objeto virtuoso, que nos protege diretamente contra o sofrimento.

Realizador solitário Um dos dois tipos de praticante hinayana. Ouvintes e Realizadores Solitários são ambos Hinayanistas, mas diferem em motivação, comportamento, mérito e sabedoria. Os Realizadores Solitários são superiores aos Ouvintes em todos esses aspectos. Consultar Oceano de Néctar.

Refúgio Proteção efetiva. Buscar refúgio em Buda, Dharma e Sangha significa ter fé nessas Três Joias e confiar nelas para nos proteger contra todos os medos e sofrimentos. consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Rei chakravartin Um ser extremamente afortunado que acumulou vasta quantidade de mérito e, como resultado, renasceu como um rei cujo domínio se estende pelos quatro continentes ou, pelo menos, por um deles, conforme descrito na cosmologia budista. Atualmente não há reis chakravartin em nosso mundo e ninguém tem domínio completo sobre o nosso continente, Jambudipa. Consultar Grande Tesouro de Mérito.

Reino da forma O ambiente dos deuses que possuem forma.

Reino da sem-forma O ambiente dos deuses que não possuem forma.

Reino do desejo O ambiente dos seres-inferno, espíritos famintos, animais, humanos, semideuses e dos deuses que desfrutam dos cinco objetos de desejo.

Reino do inferno O mais baixo dos seis reinos do samsara. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Reinos inferiores O reino do inferno, o reino dos espíritos famintos e o reino animal. Ver samsara.

Renúncia Desejo de se libertar do samsara. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Retiro aproximador Retiro durante o qual tentamos nos aproximar de uma determinada deidade. Consultar Novo Guia à Terra Dakini.

Retiro Período de tempo durante o qual estabelecemos várias restrições às nossas ações de corpo, fala e mente a fim de poder nos concentrar de modo mais profundo numa determinada prática espiritual. Consultar Joia coração.

Roda da Vida Um diagrama que retrata os doze elos dependente-relacionados e as quatro nobres verdades. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Roda do Dharma Uma coleção de ensinamentos de Buda. Às vezes, refere-se ao chakra do coração porque este é o lugar onde visualizamos o Dharmakaya, que é a fonte da Roda do Dharma. Consultar Oceano de Néctar.

Roda-canal Ver chakra.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Sabedoria Uma mente virtuosa e inteligente, graças à qual a mente primária realiza por completo seu objeto. Uma sabedoria é um caminho espiritual, cuja função é livrar nossa mente das delusões e de suas marcas. Exemplo de sabedoria é a visão correta da vacuidade.

Sadana Ritual que é um método para alcançar realizações espirituais. Pode estar associada ao sutra ou ao tantra.

Samantabhadra Nome sânscrito para “O Todo Generoso”, um Bodhisattva famoso por suas extensas oferendas. Consultar Grande Tesouro de Mérito.

Samkhya Escola não-budista, a mais antiga das escolas bramânicas. Consultar Oceano de Néctar.

Samsara Pode ser compreendido de duas maneiras: como o renascimento ininterrupto sem liberdade ou controle ou como os agregados de um ser que está submetido a esse tipo de renascimento. O samsara caracteriza-se por sofrimento e insatisfação. Existem seis reinos samsáricos, aqui listados em ordem ascendente, de acordo com o carma que faz nascer neles: reinos dos seres-inferno, espíritos famintos, animais, humanos, semideuses e deuses. Os três primeiros são reinos inferiores ou migrações infelizes; os outros três são reinos superiores ou migrações felizes. Do ponto de vista do carma que causa o renascimento nele, o reino dos deuses é considerado o mais elevado. Todavia, o reino humano é o mais afortunado, porque é o estado que oferece as melhores condições para a libertação e a iluminação. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Sangha Segundo a tradição vinaya, qualquer comunidade de quatro ou mais monges ou monjas plenamente ordenados. Em geral, pessoas ordenadas ou leigas que tomaram os votos Bodhisattva ou tântricos também podem ser consideradas Sangha.

Seis faculdades As cinco faculdades sensoriais e a faculdade mental. Faculdade sensorial é um poder interior, que reside no exato centro de um órgão sensorial e cuja função é gerar diretamente uma percepção sensorial. Existem cinco faculdades sensoriais, uma para cada tipo de percepção sensorial. Faculdade mental é uma mentalidade que atua, principalmente, para produzir de modo direto o aspecto particular de uma percepção mental. consultar Como Entender a Mente.

Seis perfeições As perfeições de dar, disciplina moral, paciência, esforço, estabilização mental e sabedoria. Denominam-se perfeições porque são motivadas pela bodichita. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna. e Contemplações Significativas.

Self Ver Pessoa.

Semente búdica Mente raiz de um ser senciente e sua natureza última. Semente búdica, natureza búdica e linhagem búdica são sinônimos. Todos os seres sencientes possuem a semente búdica e, portanto, têm o potencial para atingir a budeidade.

Semente de delusão A semente de uma delusão é o potencial para que esta delusão surja; é sua causa substancial. Até que tenhamos abandonado uma delusão, sua semente permanecerá em nossa mente, mesmo quando a delusão em si não está manifesta. Sementes de delusões só podem ser erradicadas pela sabedoria que realiza a vacuidade diretamente. Consultar Como Entender a Mente.

Semideus Seres que vivem no reino dos semideuses. Assemelham-se aos deuses, mas seus corpos, posses e ambientes são inferiores. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Senhor da Morte Embora o Mara da morte descontrolada não seja um ser senciente, é personificado como o Senhor da Morte, ou Yama. No diagrama da Roda da Vida, aparece segurando a roda entre suas garras e dentes.

Sensação Fator mental cuja função é experienciar objetos agradáveis, desagradáveis ou neutros. Consultar Como Entender a Mente.

Senso de vergonha Fator mental cuja função é evitar ações impróprias por motivos que dizem respeito a nós mesmos. Consultar Como Entender a Mente.

Ser comum Alguém que não realizou a vacuidade diretamente.

Ser de compromisso Um Buda visualizado ou o próprio praticante visualizado como um Buda. Assim chamado porque os budistas têm o compromisso de visualizar Buda ou lembrar dele. Quem recebeu uma iniciação do tantra ioga superior também tem o compromisso de se autogerar como uma deidade.

Ser de concentração Símbolo do corpo-verdade de Buda visualizado como uma letra-semente no coração do ser de compromisso ou do ser de sabedoria. Recebe esse nome porque é gerado por meio de concentração.

Guia do Estilo de Vida do Bodhisattva

Ser de sabedoria Um Buda de fato, especialmente aquele que é convidado a se unir com um ser de compromisso visualizado.

Ser sagrado Um ser digno de devoção.

Ser senciente Ver ser vivo.

Ser Superior (Arya, em sânscrito) Aquele que possui uma realização direta da vacuidade. Existem seres superiores hinayana ou mahayana.

Ser vivo (sem chän, em tibetano) Sinônimo de ser senciente. Qualquer ser cuja mente esteja contaminada pelas delusões ou suas marcas. Os termos ser vivo e ser senciente são usados para estabelecer uma distinção entre os seres, cujas mentes estão contaminadas por uma das duas obstruções, e os Budas, cujas mentes estão totalmente livres dessas obstruções.

Sete causas e um efeito Um método para gerar a bodichita, no qual o amor afetuoso é cultivado inicialmente reconhecendo que todos os seres sencientes são nossas mães e lembrando sua bondade. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Shantideva (687-763) Importante erudito indiano e mestre de meditação budista. Compôs Guia do Estilo de Vida do Bodhisattva. Consultar Guia do estilo de vida do Bodhisattva e Contemplações Significativas.

Shariputra Um dos principais discípulos de Buda Shakyamuni.

Sinais de dissolução Sinais internos de que os ventos interiores estão se dissolvendo no canal central. Consultar Clara Luz de Êxtase.

Sindhura Pó vermelho proveniente de qualquer um dos 24 lugares auspiciosos de Heruka.

Sofrimento de mudança Para os seres do samsara, qualquer experiência de felicidade ou prazer que surge dos prazeres samsáricos é um sofrimento de mudança, porque essas experiências são contaminadas e possuem a natureza do sofrimento. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Solo espiritual Uma clara realização que atua como a base para muitas boas qualidades. Uma clara realização é uma realização mantida por renúncia ou bodichita espontâneas. Os dez solos são as realizações dos Bodhisattvas Superiores. São eles: Muito Alegre, Imaculado, Luminoso, Radiante, Difícil de Ser Vencido, Aproximador, Muito Adiantado, Inamovível, Boa Inteligência e Nuvem de Dharma. Ver caminho. Consultar Solos e Caminhos Tântricos e Oceano de Néctar.

Sugata Outro termo para Buda. Indica que os Budas alcançaram um estado de êxtase imaculado e indestrutível.

Sukhavati Termo sânscrito para “Terra Pura de Êxtase” – a terra pura de Buda Amitabha.

Sutra Coração Um dos muitos sutras Perfeição de Sabedoria ensinados por Buda. Embora mais conciso que os outros, contém explícita ou implicitamente seu significado completo. Também conhecido como Essência do Sutra Coração. Para um comentário completo, consultar Novo Coração de sabedoria.

Sutra Ensinamentos de Buda que podem ser praticados por qualquer pessoa, sem que seja necessário receber uma iniciação. Abrange os ensinamentos dados nas três giradas da Roda do Dharma.

Sutras vinaya Sutras em que Buda explica a prática de disciplina moral e, em particular, a disciplina pratimoksha.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Tängyur Coleção de comentários aos ensinamentos de Buda traduzidos do sânscrito para o tibetano. Inclui as três giradas da Roda do Dharma.

Tanka Pintura tradicional de um Buda.

Tantra Sinônimo de mantra secreto. Os ensinamentos tântricos diferem dos ensinamentos do sutra por revelarem métodos para treinar a mente com o objetivo de trazer o resultado futuro “a budeidade” para o caminho atual. Os praticantes tântricos superam as aparências e concepções comuns visualizando seu corpo, ambiente, prazeres e atividades como os de um Buda. O tantra é o caminho supremo à iluminação. As práticas tântricas devem ser feitas reservadamente e apenas por aqueles que receberam uma iniciação tântrica. Sinônimo de mantra secreto. Consultar Solos e Caminhos Tântricos.

Tantra ioga superior Uma instrução tântrica que contém o método para transformar êxtase sexual em caminho rápido à iluminação. Consultar Solos e Caminhos Tântricos.

Tara Buda feminino, manifestação da sabedoria última de todos os Budas. Tara significa “Libertadora”. Por ser um Buda de sabedoria e uma manifestação do elemento vento completamente purificado, ela é capaz de nos ajudar muito rapidamente.

Tatagata Termo sânscrito para “um ser que passou além”. Refere-se a Buda.

Tempos degenerados Período no qual as atividades espirituais se degeneram.

Tempos sem início De acordo com a visão de mundo budista, não há um começo para a mente e, por isso, não há um começo para o tempo. Logo, todos os seres sencientes já tiveram incontáveis renascimentos anteriores.

Terra Dakini A terra pura de Buda Vajrayogini. Em sânscrito, denomina-se Keajra e em tibetano, Dagpa Khachö. Consultar Novo Guia à Terra Dakini.

Terra dos 33 Paraísos Uma das seis moradas dos deuses do reino do desejo. São elas, em seqüência: Terra dos Quatro Grandes Reis, Terra dos 33 Paraísos, Terra sem Combate, Terra Alegre, Terra das Emanações de Prazer e Terra Controladora de Emanações.

Terra pura Ambiente puro em que não existem os verdadeiros sofrimentos. Há muitas terras puras. Exemplos: Tushita, de Buda Maitreya; Sukhavati, de Buda Amitabha; Terra Dakini, ou Keajra, de Buda Vajrayogini e Buda Heruka. Consultar Viver significativamente e morrer com alegria.

Tradição Kadampa A pura tradição do budismo fundada por Atisha. Seus seguidores, até a época de Je Tsongkhapa, ficaram conhecidos como antigos kadampas; depois, passaram a ser chamados de novos kadampas.

Tranqüilo-permanecer Concentração que possui o êxtase especial da maleabilidade física e mental e que é alcançada quando completamos as nove permanências mentais. consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna e Contemplações Significativas.

Transferência de consciência (powa, em tibetano) Prática para transferir a consciência para uma terra pura na hora da morte. Consultar Compaixão universal e Viver e morrer com sabedoria

Treinar a mente em sete pontos Um comentário escrito pelo Geshe Chekhawa ao texto Os oito versos do treino da mente. Para um comentário completo consultar Compaixão universal.

Treino da mente Lojong, em tibetano. Uma linhagem especial de instruções provenientes de Buda Shakyamuni e transmitidas, por meio de Manjushri e Shantideva, a Atisha e aos geshes kadampas. Enfatiza a geração da bodichita por meio das práticas de equalizar e trocar eu por outros, associadas com o tomar e dar.

Três Giradas da Roda do Dharma Buda transmitiu seus ensinamentos em três etapas principais, conhecidas como as três giradas da Roda do Dharma. Na primeira, ensinou as quatro nobres verdades; na segunda, ensinou os sutras Perfeição de Sabedoria e revelou a visão madhyamika-prassangika; e na terceira, ensinou a visão chittamatra. Esses ensinamentos foram dados de acordo com as inclinações e capacidades dos discípulos. A visão última de Buda foi apresentada na segunda etapa. O Dharma é comparado à preciosa roda, uma das seis posses do lendário rei chakravartin. Ela pode transportar o rei por grandes distâncias num curto espaço de tempo e diz-se que por onde quer que ela passe o rei exerce seu domínio. Do mesmo modo, quando Buda revelou o caminho à iluminação, ele disse que havia girado a Roda do Dharma, pois sempre que esses ensinamentos são apresentados, as mentes deludidas são controladas.

Três Joias Os três objetos de refúgio: Buda, Dharma e Sangha. São denominados Joias por serem raros e preciosos. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Três mundos O mundo naga abaixo, o mundo humano acima e o mundo dos deuses no alto. Consultar Oceano de Néctar.

Três principais aspectos do caminho As realizações de renúncia, bodichita e da sabedoria que realiza a vacuidade. Consultar Caminho Alegre da Boa Fortuna.

Três reinos São os três níveis no samsara: o reino do desejo, o reino da forma e o reino da sem-forma. Os seres do reino do desejo têm fortes delusões, os do reino da forma, delusões mais sutis, e os do reino da sem-forma, delusões muito sutis. Ver reino do desejo,reino da forma– forma e reino da sem forma.

Três tempos Passado, presente e futuro.

Três treinos superiores Os treinos em disciplina moral, concentração e sabedoria feitos com a motivação de renúncia ou bodichita.

Trinta e dois sinais maiores Também denominados “marcas maiores”. Características especiais da forma de um Buda. Exemplo: o sinal da roda nas palmas das mãos e nas solas dos pés. As oitenta indicações são chamadas de “marcas menores”. Exemplo: unhas cor de cobre.

Tummo Ver fogo interior.

Tushita A terra pura de Buda Maitreya, conhecida como Ganden, em tibetano, e Terra Alegre, em português. Je Tsongkhapa e Atisha foram para lá depois de morrer. Além disso, Ganden é o nome do monastério fundado por Je Tsongkhapa no Tibete, bem como da doutrina especial que ele estabeleceu. Consultar Grande Tesouro de Mérito e Joia coração.