Budismo Kadampa Moderno

O que é o Budismo Kadampa?

O Budismo Kadampa é uma tradição especial do Budismo Mahayana, fundada por Atisha (982-1054 dC), um mestre budista indiano responsável em grande parte pela reintrodução do budismo no Tibete no século XI.

“Ka” refere-se a todos os ensinamentos de Sutra e Tantra de Buda e “dam” refere-se às instruções especiais de Atisha chamadas de “Etapas do Caminho”, ou Lamrim, em tibetano.

Os Budistas Kadampa integram seu conhecimento de todos os ensinamentos de Buda em suas vidas cotidianas. Os Geshes Kadampa, os seguidores de Atisha, não eram apenas grandes estudiosos, mas também praticantes espirituais de imensa pureza e sinceridade.

O que é a NTK-UBKI?

A Nova Tradição Kadampa – União Budista Kadampa Internacional (NTK-UBKI) é uma associação internacional de centros de estudo e meditação budistas Mahayana que segue a tradição budista Kadampa, fundada pelo Venerável Geshe Kelsang Gyatso.

Todos esses Centros seguem os três Programas de Estudo da Nova Tradição Kadampa (veja abaixo) e são guiados por um código comum de disciplina moral chamado Regras Internas da NTK-UBKI.

Para reuni-los sob os auspícios de uma entidade legal, todo Centro NTK-UBKI é membro de uma instituição budista internacional com o mesmo nome “Nova Tradição Kadampa – União Budista Kadampa Internacional”.

A instituição de caridade é incorporada na Inglaterra e sua constituição é completamente democrática, compartilhando autoridade entre um Diretor Espiritual Geral e Vice-Diretor, uma equipe de gerentes e os próprios Centros membros.

Nas reuniões gerais da instituição, cada Centro NTK-UBKI é representado por seu Professor Residente.

A NTK-UBKI mantém um “Projeto Internacional de Templos”, cujo objetivo é, em geral, introduzir publicamente a fé budista da Nova Tradição Kadampa e, em particular, exemplificar a prática budista por meio do serviço público.

Para atingir esse objetivo, a NTK-UBKI enfatiza continuamente o desenvolvimento em todo o mundo de:

Uma tradição budista independente

Embora os Gurus da linhagem NTK de Je Tsongkhapa até o Venerável Geshe Kelsang Gyatso sejam lamas tibetanos, a NTK não é budismo tibetano.

Quando a NTK se tornou a União Budista Kadampa Internacional, registrada legalmente pela lei inglesa, tornou-se uma tradição budista legalmente independente.

A principal razão pela qual a NTK-UBKI optou por se tornar legalmente registrada como uma tradição budista independente é porque se reconheceu que no budismo tibetano há muitos problemas políticos. Esses problemas se devem à mistura de Dharma e política, com com elevados Lamas usando os ensinamentos sagrados do Dharma de Buda para fins políticos. A NTK quer que o sagrado Dharma esteja livre destes problemas políticos.

O objetivo da NTK-UBKI

O objetivo da NTK-UBKI é preservar e promover a essência dos ensinamentos de Buda de uma forma adequada ao mundo e ao estilo de vida modernos.

Por que precisamos estudar e praticar os ensinamentos de Buda? Há três razões: desenvolver nossa sabedoria, cultivar um bom coração e manter um estado mental pacífico. Se não nos esforçarmos para desenvolver nossa sabedoria, sempre permaneceremos ignorantes da verdade suprema – a verdadeira natureza da realidade.

Embora desejemos felicidade, nossa ignorância nos leva a fazer ações não virtuosas, que são a principal causa de todo o nosso sofrimento.

Além disso, se não cultivamos e mantemos um bom coração, nossa motivação egoísta destrói a harmonia e o bom relacionamento com os outros. Não temos paz interior nem chance de obter pura felicidade.

Sem paz interior, a paz exterior é impossível. Se nossa mente não está em paz, mesmo que tenhamos condições ideais, descobrimos que não somos felizes. Por outro lado, quando experimentamos um estado mental pacífico, podemos ser felizes, mesmo que nossas condições externas sejam ruins. Portanto, o desenvolvimento dessas qualidades é da maior importância para a nossa felicidade diária e para a nossa sociedade em geral.

A história e linhagem desta tradição

A linhagem da NTK-UBKI veio originalmente de Buda, o fundador do budismo, e foi passada através de uma sucessão ininterrupta de mestres budistas para Je Tsongkhapa (1357-1419 dC), que era uma manifestação do Buda da Sabedoria.

Ele viveu em uma época em que, embora aparentemente o budismo estivesse florescendo no Tibete, de fato a confusão sobre doutrina e prática estava destruindo sua essência espiritual.

Através de ensinamentos e escritos de clareza e abrangência incomparáveis, um exemplo pessoal imaculado e energia incansável, Je Tsongkhapa revitalizou sozinho o budismo no Tibete, dando-lhe uma nova vida que dura até os dias atuais.

Muitos praticantes e estudiosos qualificados de todas as outras tradições budistas tibetanas o respeitavam e o apreciavam profundamente.

Os livros de Je Tsongkhapa são comentários aos ensinamentos de Buda Shakyamuni e todos os vinte livros de Geshe Kelsang Gyatso são comentários aos ensinamentos de Je Tsongkhapa. Variando de livros acessíveis para iniciantes a exposições detalhadas e lúcidas das profundidades da filosofia budista, os livros de Geshe Kelsang formam a apresentação mais abrangente do caminho budista para a iluminação disponível em qualquer idioma ocidental.

Geshe Kelsang é o único Lama tibetano que forneceu uma reapresentação completa do caminho budista de acordo com as necessidades e inclinações do mundo moderno.

Espiritualmente, todos os Centros NTK-UBKI seguem a mesma direção e juntos constituem a família NTK.

A constituição da instituição de caridade NTK-UBKI torna impossível para a NTK-UBKI se tornar uma organização com fins lucrativos. Sempre será uma associação de Centros de Dharma independentes, unidos por um caminho espiritual comum.

O que a NKT ensina?

Geshe Kelsang projetou três programas de estudo de ensinamentos budistas, e todos os Centros NTK-UBKI oferecem um ou mais deles. Esses programas – chamados de Programas Geral, Fundamental e de Treinamento de Professores – formam o núcleo da NTK-UBKI e são o que distingue a Nova Tradição Kadampa de outras tradições.

Programa Geral (PG) apresenta a visão budista básica, a meditação e prática adequada para iniciantes. Também inclui ensinamentos e práticas avançadas do Sutra e do Tantra para praticantes com maior experiência.

Programa Fundamental (PF) fornece uma apresentação sistemática de assuntos específicos do budismo mahayana para permitir que os praticantes aprofundem seus conhecimentos e experiências sobre o budismo.

O programa compreende os seguintes cinco temas, fundamentados nos ensinamentos de sutra de Buda e os respectivos comentários feitos pelo Venerável Geshe Kelsang Gyatso:

1. As etapas do caminho à iluminação, com base no comentário Caminho Alegre da Boa Fortuna

2. Treino da mente, com base nos comentários Compaixão Universal e Novo Oito Passos para a Felicidade

3. O Sutra Coração, com base no comentário Novo Coração de Sabedoria

4. Guia do estilo de vida do Bodhisattva, com base no comentário Contemplações Significativas

5. As diversas mentes, com base no comentário Como Entender a Mente

Programa de Treinamento de Professores (PFP) fornece uma apresentação mais extensa de assuntos específicos do budismo mahayana, para permitir que os praticantes aprofundem seus conhecimentos e experiências sobre o budismo e treinem como professores qualificados da Nova Tradição Kadampa.

O Programa compreende doze assuntos, com base nos ensinamentos de Sutra e Tantra de Buda e nos comentários correspondentes de Geshe Kelsang.

Os participantes também precisam observar certos compromissos com relação ao comportamento e ao modo de vida, e concluir vários retiros de meditação.

As cinco primeiras disciplinas do programa são iguais às do Programa Fundamental e as disciplinas adicionais são:

6. Guia ao caminho do meio, com base no comentário Oceano de Néctar

7. Mahamudra Vajrayana, com base no comentário Clara Luz de Êxtase

8. A disciplina moral do Bodhisattva, com base no comentário O Voto do Bodhisattva

9. Oferenda ao Guia Espiritual, com base nos comentários Grande Tesouro de Mérito e Mahamudra Tantra

10. Tantra de Vajrayogini, com base no comentário Novo Guia à Terra Dakini

11. Solos e caminhos do mantra secreto, com base no comentário Solos e Caminhos Tântricos

12. A prática do mandala do corpo de Heruka, com base no comentário Essência do Vajrayana

 

Venerável Geshe Kelsang Gyatso

“Geshe” geralmente significa “Amigo Virtuoso”. O Venerável Geshe Kelsang Gyatso estudou o treinamento de Geshe por muitos anos, primeiro em seu mosteiro local chamado Jampa Ling e depois na Universidade Monástica Tashi Lhunpo; e ele passou em dois exames na época. Um exame era de memorização e o outro era o exame efetivo. Logo depois disso, as pessoas começaram a chamá-lo publicamente de “Geshe”.

Mais tarde, ele ingressou no mosteiro de Sera Je, perto de Lhasa, onde participou de outros estudos de treinamento como Geshe. Depois disso, na Índia, ele enfatizou principalmente o retiro para fins de meditação. Enquanto morava nas montanhas perto de Dalhousie, no norte da Índia, ele recebeu uma carta do mosteiro Sera Je, no sul da Índia, incentivando-o a ir lá para ser examinado. Ele não compareceu naquele momento porque ouvira dizer que um sistema de exame recém-criado havia sido introduzido e ele não aceitou esse novo sistema.

No entanto, em 1973, ele participou de sua cerimônia de Geshe no mosteiro Sera Je, fazendo extensas ofertas a milhares de monges e recebendo um tradicional “khatag” tradicional, indicando que ele era reconhecido como um Geshe.

Geralmente, para alguém se tornar um Geshe efetivo, o reconhecimento do Dalai Lama não é necessário. Antes do Dalai Lamas, muitos Geshes puros e reais apareceram, como Geshe Potowa, Geshe Jayulwa, Geshe Langri Tangpa, Geshe Sharawa e Geshe Chekhawa.

Esses Geshes Kadampa não tinham conexão com o Dalai Lama. Geshe Kelsang não tem conexão com o Dalai Lama, mas ainda é um Geshe puro e real.

O Protetor do Dharma

A NTK pratica as preces da Deidade Protetora Dorje Shugden. Essa prática tem quase quatrocentos anos.

A primeira prática de prece de Dorje Shugden, chamada “Lhundrup Döma”, foi escrita pelo Quinto Dalai Lama.

Mais tarde, muitos Lamas das tradições Sakya e Gelug, incluindo Kyabje Trijang Rinpoche, o Guia Espiritual do atual Dalai Lama, escreveram outros elogios e praticaram orações para Dorje Shugden. Todas essas preces revelam que Dorje Shugden é um Buda iluminado.

Algumas pessoas afirmam que o Quinto Dalai Lama e um Lama Gelugpa chamado Ngawang Chogden rejeitaram a prática de Shugden, mas isso é falso. Não há evidências para provar essa afirmação e não há uma única razão válida para dizer que os praticantes de Dorje Shugden são um culto.

Respeito por outras tradições

A NTK-UBKI estuda e pratica sua própria tradição, mas pura e sinceramente respeita todas as outras tradições espirituais.

Essa atitude é incentivada por Geshe Kelsang em seus ensinamentos e escritos, e está incluída em uma das regras internas da NTK-UBKI (Regra 7§3 de The Internal Rules of the NKT-IKBUA Moral Discipline Guide –  2007).

No passado, um professor residente da NTK ensinou seus alunos em uma aula do programa de estudos: “Você não deve ler livros além daqueles de Geshe Kelsang”. A motivação desse professor era ajudar seus alunos a passar nos exames do programa, evitando distrações ou confusão decorrentes da leitura de outros livros. Mas essa não é uma regra da NTK – é claro que as pessoas da NTK têm escolha sobre os livros que leem. O conselho desse professor não era uma atitude sectária – ele estava apenas tentando ajudar os alunos a passar nos exames.

Ordenação

Atualmente, a NKT-IKBU tem cerca de 700 monges e monjas ordenados em todo o mundo.

A maneira de conceder a ordenação dentro da tradição NTK foi desenvolvida por Geshe Kelsang Gyatso, seguindo a antiga tradição Kadampa. É muito simples e muito prático.

Nesta tradição, Vinaya – os ensinamentos de Buda sobre o controle da mente – é Lamrim, os estágios do caminho para a iluminação, que pertence à tradição Mahayana. Esta é, portanto, uma tradição incomum.

De acordo com a tradição comum, o Vinaya pertence à tradição Hinayana; isso não é fácil para os praticantes modernos colocarem em prática porque há muitas regras sobre o comportamento físico.

Por esse motivo, Geshe Kelsang apresentou a maneira da NKT de conceder a ordenação.

As pessoas, é claro, têm escolha sobre qual tradição seguir para sua ordenação, mas alguém que deseja ser monge ou monja da NTK deve seguir a tradição da NTK.

Dentro da NTK, o Diretor Espiritual Geral tem autoridade para aceitar ou não pedidos de concessão de ordenação, se as pessoas solicitarem que ele faça isso. Ele – ou ela – não concederá ordenação a ninguém, a menos que solicitem sinceramente a ordenação do seu lado e a menos que tenham recebido permissão de seus pais e assim por diante.

Além disso, ele – ou ela – não aceita pedidos de ordenação de pessoas com menos de dezoito anos e geralmente incentiva os jovens a esperar até os vinte e dois anos.

Desde o momento em que são ordenados, todos os monges e monjas precisam respeitar seus compromissos. Se qualquer pessoa ordenada na NTK-UBKI quebrar seus votos, deverá deixar o Centro do Dharma e o programa de estudos por pelo menos um ano. Depois disso, eles podem retornar, mas a partir de então não podem se tornar um Professor do Dharma NTK.

Essa regra foi adotada apenas para proteger a pureza do sagrado Dharma, para impedir que a ordenação seja quebrada no futuro e para salvar a fé das pessoas.

Onde são encontrados os Centros de Darma da NTK?

De acordo com a edição de 2007 do Diretório NTK-UBKI de Centros e Filiais Budistas Kadampa, existem cerca de 1.100 principais centros e filiais da NTK em todo o mundo.

Atualmente, no Reino Unido, existem 47 Centros de Dharma, que são instituições de caridade registradas, e cerca de 320 filiais desses Centros.

Todos os Centros NTK estão listados no diretório NTK-UBKI, que é atualizado a cada ano. Um banco de dados dos Centros também é mantido no site da NTK-UBKI.

Quem pode participar da NTK-UBKI?

Se alguém desejar estudar em qualquer um dos três programas de estudos da NTK, poderá participar; não há discriminação e todos são bem-vindos.

Como vivem os praticantes da NTK?

Os estudantes dos Centros de Dharma NTK podem morar em seu Centro, se for residencial, ou viver independentemente em sua própria acomodação.

As pessoas têm uma escolha completa sobre isso. Os alunos da NTK devem se sustentar financeiramente da maneira normal.

Como a NTK é financiada?

As taxas são cobradas pelos Centros NTK e suas filiais pelas aulas presenciais e por todos os outros cursos e retiros; e em centros residenciais o aluguel é cobrado pelo alojamento.

De acordo com as constituições dos Centros NTK, nenhuma das receitas ou propriedades de qualquer Centro pode ser usada para pagar aos seus Diretores, funcionários, Professores ou Membros, ou a qualquer outra pessoa.

Todos os anos nos festivais internacionais de primavera e verão da NTK-UBKI, no CMK Manjushri no Reino Unido, pessoas de todo o mundo se reúnem para participar de ensinamentos e sessões de meditação.

Também existem festivais e celebrações do Dharma em muitos outros países ao redor do mundo. Esses eventos são considerados feriados espirituais, onde as pessoas podem fazer uma pausa em sua rotina normal para estudar e praticar em um ambiente descontraído especial.

Os lucros excedentes desses Festivais e Celebrações do Dharma, das editoras de publicação (Editoras Tharpa), dos Centros de Dharma – em particular os Centros de Meditação Kadampa e Centros Internacionais de Retiro – e Hotéis Kadampa, são doados para o desenvolvimento do Projeto Internacional dos Templos da NTK-UBKI, apenas para serviço público; e no futuro todos esses fundos continuarão sendo doados para o mesmo fim.