Budismo Kadampa

O site oficial da Nova Tradição Kadampa -
União Budista Kadampa Internacional
Fundador: Venerável Geshe Kelsang Gyatso

Guia à Terra Dakini

Guia à Terra Dakini

Prática do tantra ioga superior de Buda Vajrayoguini

Geshe Kelsang Gyatso

compre este livro online

leia um trecho

Guia à Terra Dakini é primeira explicação completa em português da prática de tântrica de Vajrayoguini, um Buda feminino da sabedoria.

Geshe Kelsang fornece detalhes sobre a prática dos onze iogas do estágio de geração – métodos especiais para transformar todas as nossas atividades diárias em um agradável caminho espiritual; também explica com perfeita clareza a essência do estágio de conclusão de Vajrayoguini – métodos para alcançar a plena iluminação.

O livro inclui as sadanas de Vajrayoguini, instruções para um retiro tântrico e um vasto material, indispensável para aqueles que desejam confiar na prática de Vajrayoguini.

“ Uma leitura deliciosa. . . Geshe Kelsang tem trazido muitas bênçãos para as nossas vidas” — TIBET JOURNAL


Compre este livro en Tharpa Brasil


A Terra Pura de Vajrayoguini

A Terra Pura Dakini exterior está além das experiências comuns. É o mundo puro de Buda Vajrayoguini e de Buda Heruka. Terra pura é um mundo livre dos verdadeiros sofrimentos. Nenhum lugar do samsara está livre dos verdadeiros sofrimentos, pois o próprio ambiente samsárico atua como condição para experienciarmos sofrimento. Seres comuns nascem no samsara sem escolha e são obrigados a sofrer continuamente de insatisfação e dor. No entanto, purificando nossa mente, purificaremos nossa experiência do mundo e, desse modo, alcançaremos uma Terra Pura, livre de todo sofrimento.

Existem diversas Terras Puras, associadas a diferentes Budas. A Terra Pura Dakini é similar às Terras Puras de Tushita e Sukhavati; a única diferença é que na Terra Pura de Heruka e de Vajrayoguini os seres podem receber ensinamentos do tantra ioga superior e colocá-los em prática.

Quando praticantes velhos e doentes, guiados por Vajrayoguini, alcançam a Terra Pura Dakini, seus sofrimentos ligados à velhice e à doença são interrompidos e todos os sinais de idade avançada desaparecem. Eles se transformam em jovens de dezesseis anos com grande beleza, vitalidade e vida eterna.

Os prazeres que almejam brotam espontaneamente. Nunca mais renascerão no samsara, a não ser que façam tal escolha por razões compassivas. Quem alcançar essa Terra Pura receberá ensinamentos do tantra ioga superior diretamente de Heruka e Vajrayoguini e alcançará a iluminação rapidamente.

O termo Terra Pura exterior também pode ser explicado em relação à experiência pessoal de um praticante. Desse ponto de vista, alcançamos a Terra Pura exterior ao completar as práticas do estágio de geração de Vajrayoguini.

Durante o treino na meditação do estágio de geração, visualizamos nosso corpo como sendo o corpo puro de Buda Vajrayoguini, nossos arredores imediatos como sendo o seu mandala, e o mundo como sendo a Terra Pura Dakini.Se praticarmos continuamente o estágio de geração, as aparências comuns e impuras vão diminuir aos poucos até cessarem por completo. Depois de obter uma realização estável do estágio de geração, experienciaremos somente aparências puras e nosso mundo se transformará na Terra Pura Dakini. O ilustre professor Tenpa Rabgye disse que a Terra Pura Dakini não é nenhum lugar longínquo e que não é necessário desaparecer deste mundo para alcançá-la.

Só os praticantes realizados experienciam aparências puras. Costuma-se aceitar, tanto no sutra como no tantra, que o mundo aparece à nossa mente como defeituoso, imperfeito e insatisfatório porque nossa mente é impura – poluída pelas delusões e suas marcas. Como diz o Venerável Maitreya, em Ornamento à clara realização, quando as mentes dos seres sencientes tornarem-se puras, seu ambiente se transformará numa Terra Pura de Buda.

Uma Terra Pura só pode ser alcançada por meio de purificação mental. Mesmo quando tivermos alcançado a Terra Pura Dakini, os outros continuarão a nos perceber como seres comuns e impuros. Pessoas comuns não conseguem identificar se alguém está ou não numa Terra Pura, pois elas são incapazes de perceber a Terra Pura alheia e não podem compartilhar dessa experiência. Certa vez, alguém perguntou a Milarepa em que Terra Pura alcançara a iluminação e ele apontou para sua caverna. Quem fez a pergunta viu apenas uma caverna fria e vazia, mas, para Milarepa, aquele local era uma Terra Pura.

Como as mentes dos seres comuns são impuras, tudo o que lhes aparece é visto como comum. Na qualidade de seres comuns, sujeitos às aparências comuns, não podemos experienciar coisa alguma como totalmente pura e perfeita. Até uma emanação de Buda nos parecerá defeituosa. Porque estamos sujeitos às aparências comuns, vemos todos os seres, nós mesmos e os outros, como imperfeitos, sujeitos a diversas falhas, doenças, envelhecimento etc.

De acordo com o sutra, a raiz do samsara é o auto-agarramento e as delusões provenientes dele. Contudo, segundo o mantra secreto, a raiz do samsara são as aparências comuns e as concepções comuns. O auto-agarramento identificado pelos praticantes do sutra não passa de uma concepção comum densa.

Nesse contexto, todos os seres que não são Budas e todos os ambientes, prazeres e corpos, exceto os de um Buda, são comuns. A percepção de desses objetos como comuns, devido às mentes impuras, são denominadas aparências comuns; e as mentes que concebem os objetos dessa maneira são denominadas concepções comuns. Segundo os ensinamentos do mantra secreto, aparências comuns são obstruções à onisciência e concepções comuns são obstruções à libertação. Tanto as aparências comuns como as concepções comuns possuem muitos níveis de sutileza.

Um dos objetivos mais importantes da meditação do estágio de geração é vencer as aparências comuns e as concepções comuns. Superamos as aparências comuns gerando uma clara aparência de ser Vajrayoguini; superamos as concepções comuns gerando o orgulho divino de ser Vajrayoguini. Por causa das nossas aparências e concepções comuns, experienciamos um ciclo interminável de morte comum, estado intermediário comum e renascimento comum.

Esse ciclo, conhecido como samsara, precisa ser interrompido. Praticando os estágios de geração e de conclusão, poderemos purificar esses três estados comuns – morte, estado intermediário e renascimento -, e alcançar os três corpos de um Buda.

© Geshe Kelsang Gyatso & Nova Tradição Kadampa

Livros

O espaço de aprendizagem

Como Meditar
Retiro de Meditação
Sugestão para um programa de retiros
Sessão de Meditação
Preparação para Meditar
Postura de Meditação
Convicções Budistas
O que é mente?
Reencarnação
Compaixão
Renúncia
Carma
Sobre Buda
Os Ensinamentos de Buda
A Iluminação de Buda
Ordenação de Buda
Renúncia de Buda
O Nascimento de Buda
Mais
Glossário de termos budistas
Arte budista
Sobre o Tantra
Livros sobre o tantra
Mestres Tântricos
Apego & Tantra
Níveis do Tantra
Tantra autêntico
Sobre o Darma
Publicações sobre o Darma
Centros de Darma
A prática do Darma
A Roda do Darma
Budadarma