Budismo Kadampa

Nova Tradição Kadampa -União Budista Kadampa Internacional
Fundador: Venerável Geshe Kelsang Gyatso

Benefícios da Meditação

Benefícios da Meditação

Se praticarmos pacientemente dessa forma, gradualmente nossos pensamentos distrativos vão ceder e experimentaremos um sentimento de paz interior e descontração.

Nossa mente sentir-se-á lúcida e ampla e sentir-nos-emos renovados. Quando o mar está agitado, os sedimentos são revolvidos e a água se turva, mas basta o vento abrandar para que o limo, aos poucos, assente e a água volte a ficar clara.

Do mesmo modo, quando nos concentramos na respiração e o incessante fluxo de pensamentos distrativos é abrandado, nossa mente torna-se muito lúcida e clara. Devemos permanecer nesse estado de “calmaria mental” durante algum tempo.

Embora a meditação na respiração seja apenas um etapa preliminar da meditação, ela pode ser muito poderosa. A partir dessa experiência, podemos ver que um simples controle mental basta para sentirmos paz interior e satisfação, independentemente das condições exteriores.

Quando a turbulência dos pensamentos distrativos baixa e a mente fica parada, uma profunda felicidade e contentamento brotam naturalmente em nós. Essa sensação de contentamento e bem-estar ajuda-nos a lidar com as tarefas e dificuldades da vida diária.

Grande parte de nosso estresse e tensão provêm de nossa própria mente e muitos dos problemas que enfrentamos, inclusive os de saúde, são causados ou agravados por esse estresse. Uma simples meditação respiratória, feita todos os dias, durante dez ou quinze minutos, poderá reduzi-lo.

Vamos experimentar uma mente calma e espaçosa e muitos de nossos problemas corriqueiros vão desaparecer. Conseguiremos lidar melhor com situações difíceis e, naturalmente, sentir-nos-emos mais calorosos e positivos com as outras pessoas, melhorando assim nossas relações.

Devemos treinar nessa meditação preliminar até obtermos alguma experiência dela. Porém, para ter paz interior permanente e estável e nos livrar por completo dos problemas e sofrimento, não devemos nos contentar com essa simples meditação respiratória. É preciso avançar para práticas mais profundas, como o ciclo das 21 meditações explicadas no Novo Manual de Meditação.

Começamos acalmando nossa mente com a meditação respiratória e, então, passamos para as meditações analítica e posicionada.

© 2015 All rights reserved worldwide
Registered charity 1015054