Depois disso, convidamos Arya Tara.

Está dito na sadana:

Da suprema morada (lugar) de Potala,
Nascida da letra verde TAM,
Tu que libertas os migrantes com a luz da letra TAM,
Ó, Tara, vem a nós juntamente com teu séquito.

Com essa prece, estamos convidando Arya Tara, que nasceu da letra TAM verde e que liberta os seres vivos com a letra TAM verde! Isso não faz muito sentido! Mas é um poema. As palavras não revelam diretamente o significado. É um poema. O mesmo acontece quando lemos o Sutra dos Louvores às 21 Taras – não conseguimos entendê-lo claramente porque é um poema; não fala o significado diretamente, mas indiretamente.

Arya Tara nasceu da letra TAM verde. A letra TAM verde simboliza o elemento vento de todos os Budas. O real significado de Tara ter nascido da letra TAM verde é que Arya Tara nasceu do elemento vento de todos os Budas, conforme explica o Sutra que conta sua história. Sentindo compaixão por todos os seres vivos, lágrimas escorreram dos olhos e Avalokiteshvara, e quando elas tocaram o solo fizeram surgir Arya Tara. Como? Porque todos os elementos vento de todos os Budas apareceram sob a forma de Arya Tara. Então, ela disse a Avalokiteshvara: “Não se preocupe, farei teu trabalho”.

Sua habilidade de libertar os seres vivos é muito mais rápida que a dos outros Budas, porque ela é o elemento vento. A função do elemento vento é mover-se rapidamente para qualquer lugar – não existe nada mais rápido que o vento. Até nossa mente vai imediatamente a qualquer lugar por meio da força do vento, o vento interior. O vento interior não pode ser obstruído por muros de espécie alguma. Foi assim que a compaixão de Avalokiteshvara fez com que os elementos ventos de todos os Budas aparecessem sob o aspecto de Arya Tara; portanto, Arya Tara nasceu dos elementos vento de todos os Budas. Assim, seu nascimento da letra TAM verde significa que ela nasceu dos elementos vento de todos os Budas. Este é o significado. È um poema.

E o fato dela libertar todos os seres vivos com a luz da letra TAM significa igualmente que ela liberta os seres vivos por intermédio dos elementos vento de todos os Budas. A luz da letra TAM refere-se ao poder dos elementos vento de todos os Budas. Ela liberta os seres vivos rapidamente usando os elementos vento de todos os Budas. Portanto, seu poder advém dos elementos vento de todos os Budas. Tara usa seu poder para libertar os seres vivos rapidamente – todos os dias e todos os seres vivos. Ela sozinha não pode nos outorgar uma libertação permanente, precisamos, do nosso lado, investir esforço; mas todos os dias, para cada um de nós, ela concede uma libertação temporária dos diferentes sofrimentos e problemas.

Todos os seres, incluindo animais e humanos, individualmente experienciam a libertação de muitos diferentes problemas e sofrimentos específicos. Por exemplo, neste exato momento, se verificarmos, notaremos que estamos livres dos sofrimentos da pobreza, dos sofrimentos de fome e sede, dos sofrimentos de batalhas e guerras, do sofrimento da morte etc. Todas essas libertações são, obviamente, temporárias; não são permanentes. Contudo, tais libertações temporárias também são muito importantes para nós.

De onde vêm essa libertação temporária? Vemos, por exemplo, tantos milhões e milhões de pessoas sofrendo nos hospitais. Nós, nesse momento, estamos livres desse sofrimento. Por que? Quem está nos libertando dessas doenças graves? Neste exato momento, estamos livres delas. Embora não seja uma libertação permanente, isso é uma liberdade temporária. Estamos experienciando a libertação de muitos sofrimentos e problemas específicos.

Por exemplo, sabemos quantos inúmeros sofrimentos e problemas os animais vivenciam. Nós estamos livres de tudo isso. Estamos vivenciando essa libertação. Estamos livres de ter tido um renascimento inferior – o sofrimento dos animais, seres-inferno etc. Estamos livres de incontáveis sofrimentos, perigos e problemas. Quem está nos libertando? Quem é o libertador?

Desde que deu à luz, nossa mãe tem nos libertado diariamente de doenças, fome, sede, acidentes, morte etc. Daquela data em diante, continuamente, temos experienciado muitas e muitas libertações de diversos problemas.

Por exemplo, ontem eu disse quem é essa mãe que está nos libertando diariamente da morte. Se nossa mãe houvesse nos ignorado, teríamos morrido. Se nossa mãe não houvesse nos alimentado, teríamos nos tornado famintos etc. Se nossa mãe não houvesse cuidado de nós, estaríamos sofrendo. Quem é esse libertador? Quem é nosso libertador? Nossa mãe que normalmente vemos não existe, então, quem é o libertador? Arya Tara. Podemos chegar à conclusão de que é Arya Tara.

Assim, cada ser vivo recebe proteção e libertação, ainda não receba diretamente uma libertação permanente, porque uma libertação permanente também depende de esforço para praticar o Darma ... do seu lado! Ouvir os ensinamentos e praticá-los. Mas, todos recebem uma libertação temporária.

Portanto, Tara liberta os seres vivos usando o poder dos elementos vento de todos os Budas. Então, a esse respeito, ela é mais poderosa do que Avalokiteshvara; por esse motivo particular, porque ela é o elemento vento. O movimento do vento é muito rápido. Por essa auspiciosidade, os seres vivos recebem a proteção e as bênçãos de Tara muito rapidamente.